Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UBS: corretor suspeito de fraude é formalmente acusado

O funcionário Kweku Adoboli, acusado de ser responável por um rombo de 2 bilhões, responderá três processos, sendo um por abuso de posição e dois por fraude contábil

Adoboli permanece sob custódia e pode comparecer à corte britânica ainda nesta sexta-feira

O operador ganense Kweku Adoboli, principal suspeito de ter fraudado o banco suíço UBS e causado um prejuízo de 2 bilhões de dólaresà instituição, foi formalmente acusado nesta sexta-feira de abuso de posição e fraude contábil. Ao todo, ele responderá a três processos na Justiça. Adoboli, que trabalhava na filial britânica do banco suíço, foi preso na quinta-feira pela polícia de Londres. Ele permanece sob custódia e pode comparecer à corte britânica ainda nesta sexta.

O advogado de Adoboli é Michael Caplan, o mesmo profissional que defendeu Nick Leeson, responsável pela falência do banco Barings, em 1995. O UBS ainda não se pronunciou sobre o caso. De acordo com o informações do diário Wall Street Journal, o departamento de controle de riscos do banco descobriu a fraude na quarta-feira e começaram a questionar Adoboli.

Uma fonte próxima ao caso relatou que o funcionário de 31 anos mandou um e-mail aos gerentes do banco, assumindo que tinha realizado transações não-autorizadas. A polícia continua investigando o caso.