Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Uber muda modelo de pagamento a motoristas

A partir desta semana, os motoristas passam a receber o valor exato de cada viagem - considerando imprevistos como congestionamentos

Por Redação - Atualizado em 3 jul 2018, 12h08 - Publicado em 3 jul 2018, 12h07

A Uber anunciou nesta segunda-feira uma mudança em seu modelo de pagamento para motoristas no Brasil. A partir desta semana, os condutores passam a receber o valor exato de cada viagem – considerando imprevistos, como congestionamentos e alterações no trajeto.

Até então, o motorista recebia apenas o valor antecipado da viagem, aquele que aparece ao usuário antes da confirmação da corrida. Agora, se o preço antecipado considerou 5 quilômetros e 15 minutos, mas no final a viagem teve 5,5 km e 20 minutos, o motorista recebe pelo tempo e distância realizados. Para o passageiro, o preço das corridas não fica maior.

Com a mudança, a Uber vai substituir a taxa fixa cobrada aos motoristas — de até 25% para os que dirigem na categoria uberX, que tem carros mais simples — por uma taxa variável, calculada com base no tempo gasto e na distância percorrida. Se um motorista fizer um longo trajeto em pouco tempo, ela pode até exceder os 25%. Se pegar muito trânsito, a Uber afirma que a taxa pode ser de até 1%. No Brasil, há 500.000 motoristas cadastrados no aplicativo.

Publicidade