Clique e assine a partir de 9,90/mês

Chega ao Brasil ferramenta da Uber que ‘checa’ motorista

A ideia do sistema de verificação é certificar de que a pessoa dirigindo o automóvel é a mesma registrada no cadastro da companhia.

Por Da redação - Atualizado em 9 May 2017, 17h56 - Publicado em 9 May 2017, 10h41

Os motoristas brasileiros da Uber podem ser obrigados a tirar uma ‘selfie‘ antes de aceitar uma corrida pelo aplicativo. Desde a última segunda-feira, a empresa implantou no país um sistema que  solicita o envio de uma foto do rosto capturada naquele momento.  A ideia é certificar-se que a pessoa dirigindo o automóvel é a mesma registrada na Uber.

O aplicativo seleciona, aleatoriamente, os motoristas que serão submetidos ao teste quando ficam on-line ou antes de pegar um passageiro. A foto é analisada por um programa de computador, em questão de segundos. Se houver divergência entre a imagem capturada no momento e a armazenada nos registros da empresa, a conta é bloqueada temporariamente enquanto uma equipe da Uber analisa o caso.

O sistema começou a ser testado nos Estados Unidos em setembro. A empresa enfrentou questionamentos de autoridades estaduais e municipais americanas sobre a eficácia das medidas de segurança sobre seus motoristas, como a verificação de antecedentes criminais. Em 2016, o estado de Massachusetts criou uma lei obrigando as empresas de transporte por aplicativo, como Uber e Lyft, a submeterem o cadastro dos profissionais a uma avaliação feita pelo órgão público de trânsito antes de serem aprovados.

Segundo a Uber mais de 99% das análises de fotos foram bem-sucedidas, e a empresa considera que a medida aumenta a segurança para os passageiros.

Continua após a publicidade

 

Publicidade