Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Tyson Foods supera oferta da JBS pela empresa de alimentos Hillshire Brands

Processadora de carnes quer pagar US$ 400 milhões a mais que a Pilgrim's Pride, unidade da JBS nos EUA, pela dona da marca Jimmy Dean

A processadora de carnes Tyson Foods fez uma oferta de 6,8 bilhões de dólares pela Hillshire Brands, superando a proposta da Pilgrim’s Pride, unidade da JBS nos Estados Unidos, de 6,4 bilhões de dólares. A proposta abre uma disputa por uma das companhias líderes no mercado norte-americano de alimentos preparados a base de carnes. A Hillshire, proprietária de marcas conhecidas como Jimmy Dean, tem receita anual de cerca de 4 bilhões de dólares.

A Tyson informou que oferecerá 50 dólares por ação, o que representa um prêmio de 11% sobre o valor de fechamento da Hillshire na quarta-feira, e 5 dólares a mais do que a oferta anunciada pela Pilgrim’s/JBS na última terça-feira. Ambas as ofertas incluem assumir a dívida de aproximadamente 500 milhões de dólares. No início da tarde desta quinta-feira, as ações da Hillshire subiam mais de 17,39%, para 52,61 dólares, acima da oferta da Tyson. A alta sugere que alguns investidores esperam que aconteça uma guerra de ofertas pela companhia. As ações da Tyson também subiam 7,21%, para 43,69 dólares.

Leia também:

Pilgrim’s, da JBS, quer comprar Hillshire Brands por US$ 6,4 bi

JBS Foods pede registro na CVM para realizar abertura de capital

Lucro da JBS cai 69,3% no 1º trimestre

A Pilgrim’s disse que está considerando suas opções relacionadas à Hillshire e que irá informar sua decisão no momento apropriado. Já a Tyson afirmou que sua oferta é válida apenas se a empresa encerrar as negociações com a Pinnacle, conforme havia dito à Pilgrim’s. As propostas da Pilgrim’s e da Tyson ocorreram após a Hillshire oferecer 4,3 bilhões de dólares pela Pinnacle Foods, conhecida por comercializar vegetais congelados e mistura para bolos.

(com agência Reuters)