Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Terceiro trimestre teve desaceleração maior, diz Mantega

Por Célia Froufe, Renata Veríssimo e Eduardo Cucolo

Brasília – O ministro da Fazenda, Guido Mantega, destacou que a economia ficou estável no terceiro trimestre deste ano. “Portanto, não cresceu. Foi zero nesse trimestre, mostrando que a economia se desacelerou mais, exatamente nesse período”, disse hoje durante entrevista coletiva para comentar os dados do produto Interno Bruto (PIB), divulgados mais cedo pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Mantega destacou que contribuiu positivamente para esse resultado do PIB o resultado do setor agropecuário. “O agronegócio foi o que mais cresceu. (O dado) anualizado significa mais de 10% (de crescimento)”, comentou. Por outro lado, ele disse que o setor industrial foi o que apresentou o pior resultado no período. “Isso mostra que a indústria é o setor mais afetado pela crise internacional e a desaceleração econômica”, considerou.

Exportações – O ministro salientou que um dos resultados mais importantes da divulgação do IBGE, foi o aumento das exportações em relação às importações. “Isso é um bom sinal”, disse.Segundo o IBGE, as exportações cresceram 1,8% no terceiro trimestre em relação ao segundo trimestre deste ano, enquanto as importações caíram 0,4% na mesma base de comparação.

Para Mantega, o crescimento menor da economia brasileira proporcionou a alta menor das importações e este foi um dos motivos que levaram à diferença entre as compras e vendas externas. O outro ponto citado pelo ministro foi o “câmbio melhor”, que ajudou a aumentar as exportações brasileiras.