Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Telefônica/Vivo busca compartilhamento para 4G

Para presidente da companhia, compartilhamento é essencial para tornar projeto de 4G viável economicamente. Empresa aguarda resposta da Anatel

Por Da Redação - 29 jan 2013, 13h03

O presidente da Telefônica/Vivo, Antonio Carlos Valente, disse nesta terça-feira que a empresa está buscando acordo com outras operadoras de telefonia para o compartilhamento das infraestruturas de telecomunicações para o desenvolvimento do serviços de banda larga de quarta geração (4G). “Para o projeto de 4G é melhor ter um compartilhamento acentuado. Estamos buscando parceiros. É vital (para o funcionamento do 4G) ter um compartilhamento intenso com outras teles”, afirmou, durante o evento de tecnologia Campus Party, que acontece em São Paulo.

Valente defende que o compartilhamento é essencial para tornar o projeto de 4G viável economicamente e com menos problemas de funcionamento. “Será uma forma de melhorar o serviço”, disse. Ele ressaltou ainda que das 13 mil torres da empresa, cerca de 60% já são compartilhadas.

Leia também:

Anatel aprova plano de competição que beneficia pequenas operadoras

Publicidade

Bernardo envia a Dilma proposta sobre compartilhamento

De acordo com Valente, para finalização de uma proposta, a empresa aguarda uma sinalização da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) em relação “aos possíveis níveis de compartilhamento”, especialmente em relação às frequências.

Oi e TIM preparam o compartilhamento de suas redes para atender o 4G, mas ambas adquiriram faixas cujas frequências são a metade da capacidade de transmissão de dados das adquiridas por Vivo e Claro no leilão do ano passado. “Há dúvidas em relação ao compartilhamento, já que cada empresa adquiriu um bloco diferente de frequências”, afirmou Valente.

Sobre o lançamento comercial do 4G, o executivo disse apenas que em “breve” anunciará novidades.

Publicidade

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade