Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Taxa de desemprego cai para 5,3% em agosto

Segundo IBGE, renda dos trabalhadores subiu 1,7% em relação ao apurado em julho e está em R$ 1.851,01

A taxa de desemprego manteve sua tendência de queda em agosto, depois de marcar o pico de 6% em junho. Segundo a Pesquisa Mensal de Emprego do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada nesta quinta-feira, o índice caiu de 5,6% em julho para 5,3% no mês seguinte, mesma taxa de agosto de 2012. O total de pessoas desocupadas caiu 6% entre julho e agosto, somando 1,3 milhão de desempregados, e manteve-se praticamente inalterado em relação ao mesmo mês do ano passado.

Leia mais:

Caged: Criação de emprego formal sobe 26,46% em agosto

​Emprego na indústria cai pelo terceiro mês seguido

Salário – O rendimento médio real habitual dos ocupados aumentou 1,7% em relação ao apurado em julho (1.851,01 reais), ficando em 1.883,00 reais. Em agosto do ano passado, o salário médio era também menor, de 1.858,74 reais.

A massa de rendimento real habitual dos ocupados somou 44,2 bilhões de reais – alta de 2,3% frente a julho e de 2,7% na comparação com agosto de 2012. Já a massa de rendimento real efetivo dos ocupados ficou em 44,0 bilhões de reais, aumento de 3% no mês e 2,7% em um ano.

A Pesquisa Mensal de Emprego é realizada nas regiões metropolitanas de Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

Ao contrário do que foi informado anteriormente, o dado sobre rendimento médio real do trabalhador brasileiro já leva em conta a inflação.