Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

STJ derruba ações de bancos na Bolsa de Valores

Banco do Brasil, Bradesco e Itaú encerraram o dia com perdas na BM&FBovespa com a decisão favorável aos poupadores no STJ no caso da correção de planos econômicos

As ações do Banco do Brasil recuaram mais de 7% nos ajustes após o fechamento do pregão da BM&FBovespa desta quarta-feira, assim como outros papéis de instituições financeiras. A queda aconteceu após o Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidir a favor de poupadores no caso de correções sobre planos econômicos das décadas de 1980 e 90.

A ação do BB fechou em baixa de 7,25%, a 22,01 reais. Às 17h00, no fechamento preliminar da bolsa, o papel valia 23,39 reais, -1,4% ante o fechamento do dia anterior. Bradesco PN terminou em queda de 2,54%, com Itaú Unibanco recuando 2,13%.

Metade do valor das indenizações, que podem chegar a 341 bilhões de reais, segundo cálculo do Banco Central, sairá dos cofres dos bancos públicos BB e Caixa.

Leia também:

VEJA Mercados: Dilma animada, Bolsa bolada

O movimento de baixa das instituições financeiras fez o Ibovespa fechar o dia com queda de 0,31%, para 52.203,37 pontos, na mínima do dia. O volume de negócios totalizou 6,257 bilhões de reais.

(Com agência Reuters)