Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sete Brasil deve construir sondas em cinco estaleiros

Por Sabrina Valle

Rio (AE) – A empresa de investimentos Sete Brasil informou hoje que pretende fechar nas próximas semanas os termos de garantias de contratos com cinco estaleiros para a construção de 21 sondas de perfuração que serão arrendadas à Petrobras. A empresa negocia com os estaleiros Enseada do Paraguaçu, na Bahia; Jurong Aracruz, no Espírito Santo; Keppel Fels, no Rio de Janeiro; Rio Grande 2, no Rio Grande do Sul; e OSX, no Rio.

Ontem, a Petrobras aprovou a contratação de 21 sondas de perfuração para exploração do pré-sal, totalizado 28 sondas destinadas à Petrobras, num negócio de pelo menos US$ 75 bilhões em recebíveis em contratos que vão entre 10, 15 e 20 anos a partir da data de entrega. São seis sondas do tipo semi-submersíveis e 22 navios-sonda.

Para a operação das 21 sondas, a companhia se associou a seis operadores: Etesco, Odebrecht, Odfjell, Petroserv, Queiroz Galvão e Seadrill. O presidente da empresa, João Carlos Ferraz, que concede entrevista nesta tarde, disse que a Sete é uma empresa de investimentos, não operadora. O modelo de negócios, segundo ele, será sempre este: a Sete Br se associará a um operador. Os estaleiros, no caso, não sócios da empresa, e sim fornecedores que vão construir as sondas.