Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sem novas medidas, BOJ mantém taxa de juros

Medida do Banco Central visa apoiar a recuperação da economia japonesa

Por Da Redação - 16 nov 2011, 02h18

O Banco do Japão (BOJ, banco central) decidiu se abster de tomar medidas adicionais de afrouxamento, apesar das preocupações com a crise na Europa e com a valorização do iene, enquanto tenta medir o impacto da sua recente flexibilização de crédito.

Após reunião de dois dias, o Comitê de Política Monetária do BOJ decidiu nesta quarta-feira, por unanimidade, manter a taxa básica de juros japonesa na faixa entre 0,0% e 0,1%. Em comunicado, o banco também reduziu a avaliação sobre a situação doméstica, dizendo que “a economia japonesa continua evoluindo, mas em ritmo moderado, principalmente devido aos efeitos da desaceleração das economias no exterior”.

Muitos economistas ainda esperam que o BOJ tome mais medidas para facilitar o crédito, como a de expandir seu programa de compra de ativos. No final de outubro, a instituição decidiu aumentar o tamanho do seu programa de compra de ativos de 5 trilhões de ienes para 55 trilhões de ienes (US$ 713,73 bilhões). O BOJ já havia comprado uma variedade de ativos financeiros na tentativa de reduzir as taxas de juros e prêmios de risco. As informações são da Dow Jones.

(com Agência Estado)

Publicidade