Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santander quer ampliar crédito para empresa sustentável

Por Altamiro Silva Júnior

São Paulo – O Santander anunciou hoje uma nova estratégia comercial para incentivar a sustentabilidade nas empresas. O banco quer aumentar a liberação de crédito no segmento de pessoa jurídica para as companhias adotarem práticas sustentáveis. Para isso, treinou sua equipe de gerentes e criou linhas com prazo de 60 meses e carência para o pagamento das primeiras parcelas.

“Sustentabilidade gera valor, gera receita e vai trazer resultados para o banco”, disse Maria Luiza Pinto, diretora executiva de Desenvolvimento Sustentável do Santander, em teleconferência com a imprensa para comentar a nova estratégia.

O banco treinou uma equipe de gerentes para identificar empresas que possam adotar práticas sustentáveis, como um melhor tratamento de resíduos, adoção de energia solar, troca de equipamentos antigos por máquinas mais eficientes e que consomem menos energia e melhora nos transportes de matérias primas. Segundo Maria Luiza, muitas empresas não sabem que há linhas de crédito para financiar esses projetos.

Segundo Pedro Coutinho, diretor responsável pela Rede Comercial do Santander, ao adotar práticas assim, as empresas terão no futuro economia de custos e ganhos de eficiência. Para o banco, a estratégia gera relacionamento de longo prazo com a empresa e pode atrair novos clientes. O gerente que conseguir financiar mais projetos terá remuneração extra.

As taxas de juros variam de acordo com cada cliente. Segundo João Consiglio, diretor executivo do segmento Empresas, historicamente, o risco de clientes que utilizam técnicas que geram sustentabilidade é menor. Por isso, diz ele, há uma tendência de redução natural das taxas para este cliente.