Clique e assine a partir de 9,90/mês

Santander lucra 1,4% menos na América Latina

Banco espanhol lucra 4,6 bilhões de euros na região; Brasil lidera os ganhos

Por Da Redação - 31 jan 2012, 06h49

O Banco Santander ganhou em 2011 na América Latina 4,6 bilhões de euros, 1,4% menos na comparação com os 4,7 bilhões de euros de 2010.

A América Latina é a responsável pela primeira vez por mais da metade do lucro do grupo, concretamente 51%, puxado pelo Brasil que soma 28%.

Por países, o Brasil foi novamente o que mais forneceu aos resultados da América Latina, contribuindo com 2,6 bilhões de euros em 2011, 7,2% menos que há um ano.

Atrás aparece o México, onde o grupo registrou lucro de 936 milhões de euros, 40,9% mais, enquanto que no Chile, o Banco Santander ganhou 611 milhões de euros, o que representa 9% menos.

Continua após a publicidade

Acervo Digital VEJA: Por que bancos batem recordes de lucratividade no Brasil

Na Argentina, o banco presidido por Emilio Botín obteve lucro líquido de 287 milhões de euros, 2,7% menos, enquanto que no Uruguai ganhou 20 milhões de euros, 70,3% menos.

A Colômbia registrou lucro líquido de 58 milhões de euros, 43% mais. Em Porto Rico, o lucro alcançou 34 milhões de euros, o que representa 10,1% menos que há um ano.

Além da América Latina, a presença do Santander na América inclui os negócios nos Estados Unidos, onde o Banco Sovereign obteve lucro de 526 milhões de euros, 24% mais que os 424 milhões de euros de 2010.

Continua após a publicidade

Durante 2011, todas as margens do negócio aumentaram na América Latina, principalmente os juros, que alcançou os 16,4 bilhões de euros, 12,2% mais.

A margem bruta aumentou 8,5%, para os 22,4 bilhões de euros, enquanto que o líquido (o que melhor reflete o negócio puro bancário) subiu 6,5%, para os 13,5 bilhões de euros.

A margem líquida do Brasil aumentou 10,6%, para os 9,963 bilhões de euros, enquanto que no México caiu 3,3%, para 1,3 bilhão de euros.

Durante 2011, a taxa de inadimplência da América Latina alcançou 4,32%, superior a 4,11% de um ano antes.

Continua após a publicidade

A taxa de inadimplência do Brasil foi de 5,38%, contra 4,91% de 2010. Na América Latina, o Banco Santander conta com 91.887 funcionários e 6.046 escritórios.

(Com agência EFE)

Publicidade