Clique e assine com até 92% de desconto

Romênia nega ter exportado carne de cavalo no lugar de bovina

Primeiro-ministro do país europeu criticou acusações e sugeriu que a Romênia está sendo vítima de complô

Por Da Redação 11 fev 2013, 15h46

O primeiro-ministro da Romênia, Víctor Ponta, assegurou nesta segunda-feira que as inspeções realizadas nos matadouros do país provam que as empresas romenas não exportaram carne de cavalo etiquetada como carne bovina em produtos do fabricante de congelados Findus. “Não houve nenhuma violação das normas europeias por parte das empresas romenas ou das que estão estabelecidas em território nacional”, disse Ponta em entrevista coletiva junto ao comissário europeu de Agricultura, Dan Ciolos.

Ponta criticou as acusações de que a carne procedia da Romênia e se referiu à “tendência de atribuir a responsabilidade aos novos membros da União Europeia, com uma pior imagem”. Ele garantiu que a fraude não ocorre em seu país. “Temos a confirmação de que não aconteceu fraude na Romênia, portanto é injusto aceitar que somos suspeitos”, ressaltou o chefe do Gabinete, sem apresentar as garantias mencionadas em seu discurso.

A empresa romena CarmOlimp, um grande exportador de carne, assegurou nesta segunda-feira que não vendeu seus produtos ao grupo francês Spangher, fornecedor indireto da Findus.

Leia também:

Governo britânico investigará escândalo da carne de cavalo

(com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade