Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Repórter é a pior profissão de 2015; confira outras nove

Baixa remuneração, instabilidade e poucas perspectivas colocam o repórter na profissão mais renegada, segundo pesquisa americana

Todo mundo está suscetível a ter um mau dia no trabalho, mas se você trabalhar em um dos piores empregos do mercado, um dia ruim pode ser especialmente desafiador.

Um estudo elaborado pelo Carrer Cast, site americano especializado em oferta de vagas de trabalho, listou as piores profissões para se trabalhar em 2015. Na primeira colocação ficou o repórter de jornal, que, segundo o texto, enfrenta baixas perspectivas de emprego, salários baixos e instabilidade no cargo, fatores que têm atormentado os jornalistas nos últimos anos.

Muitas das profissões listadas abaixo enfrentam más condições em sua rotina, como esforços físicos e estresse emocional, como bombeiros, soldados e oficiais de presídio. Saiba quais foram as dez piores em 2015, segundo a pesquisa.

(Da redação)