Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Produção de minério de ferro da Vale recua em 2012

Problemas climáticos no Brasil e operacionais no exterior afetaram o desempenho da empresa no ano

Por Da Redação - 1 fev 2013, 10h45

A produção de minério de ferro da Vale caiu quase 1% em 2012 ante o ano anterior, em função de chuvas que atrapalharam as operações. A produção de 2012 somou 319,96 milhões de toneladas, uma queda de 0,8% ante 2011. No último trimestre do ano a produção de minério de ferro foi de 85,5 milhões de toneladas, 1,9% acima do trimestre anterior e 3,1% a mais que um ano antes.

“O ano de 2012 foi desafiador, dadas as condições climáticas adversas que afetaram a produção de minério de ferro no Brasil no primeiro trimestre e as paradas em Sudbury, Carborough Downs, VNC e Onça Puma causadas por problemas operacionais”, disse a Vale em comunicado.

Chuvas atingiram níveis anormais em Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, o que restringiu seriamente as atividades de mineração e logística, segundo a empresa informou nesta sexta-feira.

O importante pólo de Carajás, no Pará, produziu 106,8 milhões de toneladas em 2012, 2,7% abaixo de 2011.

Publicidade

O Sistema Sudeste, que engloba as minas de Itabira, Mariana e Minas Centrais, produziu 115,6 milhões de toneladas em 2012, com uma queda de 3,8% em comparação a 2011, devido às chuvas do começo do ano.

Já o Sistema Sul produziu 80,3 milhões de toneladas em 2012, “a sua melhor performance desde 2008”, com um crescimento de 5,3% sobre 2011. No quarto trimestre, a produção subiu 8,7 em relação ao ano anterior, devido ao start-up das plantas de processamento móveis em Minas Itabirito.

Outros minérios – A produção de pelotas atingiuo recorde de 55,1 milhões de toneladas no ano, ultrapassando em 2,3% o volume de 2011. Mas no quarto trimestre, a produção de pelotas foi 19,2% abaixo do trimestre anterior e 2,1% a menos que um ano antes, totalizando 12,09 milhões de toneladas.

A produção total de níquel em 2012 foi de 237 mil toneladas, uma queda de 1,9% sobre 2011.

Publicidade

A Vale explicou que a queda foi “consequência da suspensão temporária, de duração maior que a esperada, das operações das minas em Sudbury”, no Canadá no início do ano.

Em relação ao cobre, outra importante fonte de receita da Vale, a produção caiu 3,5% em 2012, para 291,5 mil toneladas. A queda também reflete a suspensão das minas de Sudbury no início do ano.

Leia também:

Vale poderá ter centro de distribuição na China, diz agência

Publicidade

Vale se consolida como a maior exportadora do Brasil

‘Queremos recuperar mercado no Brasil’, diz Vale

(Com agência Reuters)

Publicidade