Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da TIM renuncia ao cargo em meio a investigação

Luca Luciani sai sob suspeitas de falsificação de chips para telefones pré-pagos

Luca Luciani, presidente-executivo da TIM Participações, controlada pela companhia italiana, renunciou a todos os cargos por ele exercidos nas empresas do grupo, segundo informou a Telecom Itália, neste sábado. O executivo é alvo de uma investigação de autoridades italianas envolvendo chips de telefonia móvel irregulares. A promotoria de Milão investiga há alguns anos a falsificação de 2 milhões de chips para telefones pré-pagos emitidos entre 2005 e 2007, na Itália; e com algumas operações feitas por Luciani já no Brasil (leia mais em Radar). Alguns destes chips foram ativados para usuários falecidos ou ficcionais, segundo investigadores à época.

Em nota neste sábado, a TIM informou que o conselho de administração da empresa se reunirá em breve para empossar interinamente Andrea Mangoni, atual vice-presidente financeiro da Telecom Italia, como diretor-presidente da companhia brasileira.

Sob o comando de Luciani, a TIM alcançou, no ano passado, o segundo lugar em telefonia móvel no Brasil, com 26,8 por cento de participação de mercado em março, o que equivale a mais de 67 milhões de linhas, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

(Com Reuters)

LEIA TAMBÉM:

Presidente demitido

As mudanças na TIM