Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Planos de saúde perdem 696 mil clientes em um ano no país

Número de beneficiários caiu de 48 milhões em agosto de 2016 para 47,3 milhões no mesmo mês deste ano;

Por Da redação Atualizado em 26 set 2017, 18h16 - Publicado em 26 set 2017, 18h04

Os planos de saúde de assistência médica perderam 696.221 beneficiários em um ano, segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgados nesta terça-feira. O número caiu de 48 milhões em agosto de 2016 para 47,3 milhões no mesmo mês deste ano. Os valores indicam a quantidade de contratos de planos de saúde, e não de clientes – uma mesma pessoa pode ser coberta por um plano familiar e outro da empresa.

  • Apesar da queda em um ano, o número de beneficiários aumentou em 69.102 na comparação com o mês de julho. Para o diretor da Associação Brasileira de Planos de Saúde (Abramge),  Pedro Ramos, a perspectiva é de que o ano encerre com uma estabilidade no número de beneficiários, após uma queda de cerca de 3 milhões nos últimos 3 anos. Um dos fatores para a redução foi a retração no mercado de trabalho.

    Em relação aos planos de saúde odontológicos, houve crescimento de 1,5 milhão de beneficiários em um ano. O total passou de 21,2 milhões para 22,7 milhões entre agosto de 2016 e o mesmo mês deste ano.

    O diretor da Abramge estima que a retomada no crescimento e mudanças nas regras para os planos de saúde, como a permissão de que operadoras ofereçam planos com menos cobertura que os atuais permitirão a recuperação de 500 mil beneficiários de planos médicos em 2018. A medida, criticada por entidades médicasrecebeu parecer positivo da ANS e aguarda aprovação técnica da agência. Segundo o ministro da Saúde, Ricardo Barros, os planos populares podem começar a ser vendidos até o fim do ano.

    Continua após a publicidade
    Publicidade