Clique e assine a partir de 9,90/mês

Pimentel vai ao México negociar acordo automotivo

Por Da Redação - 12 Mar 2012, 19h53

BRASÍLIA, 12 Mar (Reuters) – O ministro brasileiro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, viaja à Cidade do México na terça-feira para retomar as negociações de uma possível revisão do acordo automotivo entre os dois países, informou o ministério nesta segunda-feira.

Segundo a pasta, Pimentel será acompanhado do ministro brasileiro de Relações Exteriores, Antonio Patriota.

“A reunião foi marcada em resposta à correspondência enviada pelo governo mexicano, na última sexta-feira, na qual foi proposto um encontro pessoal entre as autoridades dos dois países”, segundo o governo brasileiro.

Pelo México, participarão da nova rodada de negociações os ministros Bruno Ferrari, da Economia, e a chanceler Patrícia Espinosa, de acordo com o governo brasileiro.

Continua após a publicidade

Desde a semana passada, as duas maiores economias da América Latina têm trocado correspondências com propostas de revisão, mas um acordo ainda parece longe de ser alcançado, principalmente depois que o Brasil exigiu a criação de um mecanismo de quotas para a importação de veículos do México.

Os mexicanos teriam ficado irritados com as negociações por carta e na sexta-feira exigiram que as conversas ocorressem “cara a cara”, disse uma fonte do México à Reuters.

Pimentel e o secretário de economia do México, Bruno Ferrari, conversaram por telefone na sexta-feira e tentaram reduzir um pouco as tensões da negociação, segundo uma fonte do governo brasileiro.

As quotas de importação sugeridas pelo governo brasileiro limitariam a troca comercial de veículos a cerca de 1,4 bilhão de dólares ao ano, uma média dos últimos três anos entre os dois países.

Continua após a publicidade

Uma fonte mexicana, porém, disse que as quotas poderiam ser consideradas, desde que levassem em conta as exportações de veículos do México para o Brasil no ano passado, “mais um percentual”.

Contudo, oficialmente o México ainda não anunciou a rejeição à proposta brasileira, apesar de a embaixada mexicana informar que uma resposta formal foi encaminhada ao governo brasileiro na sexta-feira.

Antes de viajar para retomar pessoalmente as negociações, Pimentel se reuniu nesta segunda com a presidente Dilma Rousseff.

(Por Jeferson Ribeiro)

Publicidade