Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PIB italiano recua 0,3% no 2º trimestre – mais que o esperado

Resultado veio abaixo do esperado por analistas; na comparação com 2012, recuo foi de 2,1%

A economia da Itália recuou mais do que o esperado no segundo trimestre de 2013, segundo o Instituto Nacional de Estatísticas, Istat. O Produto Interno Bruto da Itália teve contração de 0,3% no segundo trimestre em relação aos primeiros três meses do ano, em termos ajustados sazonalmente. Economistas esperavam que a estimativa preliminar de uma contração trimestral de 0,2% fosse confirmada.

O PIB do segundo trimestre encolheu 2,1% em comparação com o mesmo período do ano anterior. A estimativa anterior era de uma contração de 2,0%, disse o Istat.

Ainda assim, o oitavo trimestre consecutivo de contração mostrou sinais de que a recessão mais longa do pós-guerra na Itália está diminuindo, devido, principalmente, às exportações, que reverteram seu declínio no início do ano. O PIB encolheu 0,6% no primeiro trimestre do ano em comparação aos três meses finais de 2012.

Leia também:

Governo da Itália ganha voto de confiança para pacote econômico

O comércio externo líquido adicionou 0,4 ponto porcentual para o PIB da Itália no segundo trimestre – um pequeno aumento a partir dos três meses anteriores e um contrabalanço do impacto dos estoques. O consumo das famílias reduziu 0,3 ponto porcentual do PIB, enquanto os gastos públicos e investimentos fixos brutos permaneceram inalterados.

Os investimentos estiveram em contratação por mais de dois anos – e estão 20% abaixo dos níveis de 2008. Por isso, a estabilização nessa frente vai ajudar o otimismo.

O governo espera que a economia como um todo não contraia e possa até expandir moderadamente no final do ano. As autoridades devem publicar o crescimento atualizado e as previsões fiscais até 20 de setembro.

(Com Estadão Conteúdo)