Clique e assine a partir de 9,90/mês

Petróleo sobe, pressionado por greve na Noruega

Por Da Redação - 9 jul 2012, 09h30

Por Sergio Caldas

Londres – Os contratos futuros do petróleo operam em alta nesta segunda-feira, pressionados pela falta de acordo para o fim de uma greve de petroleiros na Noruega, maior produtor da commodity na Europa.

Às 9h20 (de Brasília), o contrato do petróleo Brent avançava 0,65%, para US$ 98,83 por barril. O contrato do petróleo WTI subia 0,50%, para US$ 84,87 por barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex).

No fim de semana, os trabalhadores noruegueses do setor de petróleo e gás natural não conseguiram fechar um pacto com seus empregadores para encerrar uma greve iniciada no fim do mês passado. O impasse está pressionando os preços do petróleo para cima, segundo Thina Saltvedt, analista de petróleo do Nordea Bank Norge.

Continua após a publicidade

“Se o locaute durar vários dias, os futuros poderão subir em um ou dois dólares (por barril), já que a Noruega fornece 11% do petróleo que a União Europeia consome”, disse Saltvedt.

Em Paris, a Agência Internacional de Energia repetiu nesta segunda-feira o comunicado da semana passada e disse estar “monitorando bem de perto a oferta de petróleo”. A AIE, no entanto, não comentou se estudava a possibilidade de liberar reservas de petróleo diante da ameaça de uma paralisação total da produção na Noruega. As informações são da Dow Jones.

Publicidade