Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petróleo fecha em alta em NY após atingir pico desde maio

Os preços do petróleo fecharam em alta nesta quarta-feira em Nova York após ter registrado durante o dia seu nível mais alto há quase oito meses, impulsionados pelo aumento das tensões entre os países ocidentais e o Irã.

O barril de “light sweet crude” para entrega em fevereiro fechou a 103,22 dólares no New York Mercantile Exchange, em alta de 26 centavos em relação à terça-feira. O petróleo atingiu seu ponto mais alto do dia ao chegar a 103,74 dólares, um nível inédito desde 11 de maio de 2011.

Em Londres, no IntercontinentalExchange, o barril de Brent do Mar do Norte para entrega em fevereiro subiu 1,57 dólar, a 113,70 dólares, depois de ter alcançado o pico de 113,97 dólares, seu nível mais alto desde 14 de novembro de 2011.

Os preços, em baixa no início do pregão no mercado nova-iorquino, orientaram-se para cima depois que fontes diplomáticas indicaram que os países europeus chegaram a um acordo para impor um embargo às compras do petróleo iraniano.

Teerã ameaçou na semana passada bloquear o estreito de Ormuz, um canal estratégico por onde transita um terço do petróleo mundial, caso haja sanções a suas exportações de petróleo.

“O mercado tenta digerir” as notícias em relação ao Irã, constatou Jason Schenker, da Prestige Economics.

“Não penso que o Irã empreenderá alguma ação” como represália, “mas se ocorresse o contrário, as potenciais repercussões são tão importantes que os investidores devem levá-las em conta”, explicou.

Segundo o analista, essa informação compensou “uma tendência à baixa (do petróleo) no mercado, após registrar uma importante alta” na terça-feira.