Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Petrobras quer privatizar 80% da sua rede de gasodutos

Estatal também propõe ao mercado vender fatias de 60% ou 49% da subsidiária, mas sem transferir o controle para a compradora

Por Da Redação Atualizado em 30 jul 2020, 21h29 - Publicado em 15 jul 2015, 10h56

Como parte de seu plano de desinvestimento, a Petrobras quer privatizar a subsidiária que controla a malha de gasodutos no país, a Transportada Associada de Gás (TAG), segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo publicada nesta quarta-feira. A estatal ofereceu ao mercado três propostas de venda da subsidiária: aquisição de 80% com transferência do controle ou de fatias de 60% ou 49%, com o controle sendo mantido pela Petrobras.

Leia mais:

Petrobras anuncia redução de 37% em investimentos

Petrobras estuda abrir capital da BR Distribuidora

Além da venda da TAG, faz parte do plano de desinvestimento da empresa se desfazer de parte da Gaspetro, abrir o capital da BR Distribuidora, e comercializar usinas térmicas e campos do pré-sal. As iniciativas visam diminuir o endividamento da companhia, que enfrenta dificuldades financeiras por causa da queda no preço do petróleo e dos desdobramentos da Operação Lava Jato.

Continua após a publicidade

Procurada pelo jornal, a Petrobras não se pronunciou sobre o caso. Segundo o balanço relativo a 2014, a TAG fechou o ano com lucro de 572 milhões de reais e patrimônio líquido de 6,6 bilhões de reais. Levando em conta a receita futura, seu valor de mercado pode variar de 3,8 bilhões a 5,2 bilhões de dólares, de acordo com a consultoria NatGas Economics.

A subsidiária é responsável por transportar o gás natural a pontos de entrega das distribuidoras estaduais de gás canalizado.

Leia também:

S&P mantém nota de crédito da Petrobras a um degrau do rebaixamento

Regime de partilha é danoso para a Petrobras e o Brasil, diz conselheiro da estatal

(Da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade