Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Petrobras pode divulgar baixa contábil de US$ 20 bi no 3º trimestre

Estatal planeja divulgar seu balanço atraso nesta terça-feira, mas ainda sem o carimbo da auditoria

Por Da Redação 27 jan 2015, 11h57

A Petrobras pode divulgar nesta terça-feira uma baixa contábil de até 20 bilhões de dólares em seus ativos. O valor é estimado pelo mercado se a estatal decidir divulgar seu balanço não apenas com os ajustes pelos desvios por corrupção, mas apontar a perda de valor recuperável (impariment) de alguns de seus principais projetos na área de refino que não são suficientemente rentáveis. A companhia deve fazer a divulgação à noite, depois de o documento ser aprovado em reunião do Conselho de Administração. As informações foram publicadas pelo jornal Valor Econômico.

Estimativas de um analista mostram que, se a Petrobras adotar um modelo de contabilização pelo valor de reposição (valor necessário para construir uma nova refinaria), a refinaria do Nordeste (Rnest) seria avaliada em 7 bilhões de dólares. Assim, poderia haver um corte de 11,5 bilhões de dólares sobre o custo total da obra, de 18,5 bilhões de dólares.

O mercado ainda espera revisões na avaliação da refinaria de Pasadena, que contou com impairment de 595 milhões de dólares em três parcelas nos últimos anos. Além de ajustes no Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), no gasoduto Gasene, na refinaria do Paraná (Repar) e em outros ativos envolvidos nas denúncias de corrupção apuradas pela Operação Lava Jato.

Analistas consultados pelo Valor Econômico sob condição de anonimato afirmaram que a confiança dos investidores pode ficar ainda mais abalada se a estatal divulgar números questionáveis, que podem impedir a auditoria PricewaterhouseCoopers (PwC) de assinar o balanço financeiro consolidado do ano passado.

“Os números precisam ser críveis. Não há espaço para que eles possam vir a ser questionados pela Price”, disse uma fonte de um grande banco. “A Petrobras precisa mostrar credibilidade no impairment. Se vier baixo, acredito que o mercado interpretará mal porque pode ficar cético sobre o que virá mais a frente”, acrescentou o especialista de outra grande instituição.

Continua após a publicidade

Leia também:

Balanço da Petrobras pode mostrar perdas de R$ 10 bi

Petrobras indica que pode incluir perdas com corrupção em balanço

Para executivo da PwC, mercado ainda vai precificar balanço da Petrobras

Expectativas – A expectativa é de que a Petrobras também divulgue nesta terça-feira as previsões para o fluxo de caixa de 2015, indicando se a estatal futuramente precisará tomar novos empréstimos. O mercado ainda espera que a companhia aponte quais investimentos e gastos poderão ser cortados sem comprometer o crescimento de sua produção e quais projetos poderão ser descartados por causa da queda do preço do petróleo. Segundo um dos analistas, acima dos números do terceiro trimestre é importante que a Petrobras esclareça questões estratégicas para este ano.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)