Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Petrobras perdeu 40 bilhões de reais em valor de mercado em 2013

Empresa recuou de R$ 254,8 bilhões de reais ao final de 2012 para R$ 214,6 bilhões, a maior perda do ano na Bovespa

A Petrobras foi a empresa listada na BM&FBovespa que apresentou a maior queda em valor de mercado em 2013. Pressionada pela defasagem do preço da gasolina, a companhia teve uma perda superior a 40 bilhões de reais ao longo do ano, caindo de 254,8 bilhões de reais ao final de 2012 para 214,6 bilhões de reais. Os dados constam de levantamento feito pela consultoria Economatica.

Leia também:

Bovespa fecha 2013 com queda de 15,5%

Ações japonesas atingem máxima em seis anos e fecham ano em alta

A Vale aparece em segundo lugar no ranking das maiores perdas em valor de mercado. A mineradora fechou o ano valendo 178,1 bilhões de reais, contra 215,1 bilhões de reais ao final de 2012, valor 36,9 bilhões menor – queda de 17,1%. Em terceiro lugar, a petroleira OGX, de Eike Batista, que entrou com pedido de recuperação judicial e mudou de nome para Óleo e Gás, encolheu 13,3 bilhões. A empresa valia 14,1 bilhões de reais no final de 2012 e fechou o ano de 2013 com valor de 777 milhões de reais. (confira abaixo o ranking completo).

De acordo com a consultoria, o valor total de mercado das empresas brasileiras recuou cerca de 216 bilhões de dólares em 2013, perda acentuada pela alta do dólar ante o real. Com isso, o valor de mercado das companhias fechou o ano abaixo de 1 trilhão de dólares, patamar que se mantinha constante desde 2009.

Bovespa – O mau desempenho de empresas de peso reflete no comportamento do Ibovespa ao longo do ano. O principal índice da BM&FBovespa encerrou 2013 com queda acumulada de 15,5%, ante alta de 7,4% em 2012. Foi o pior resultado entre os principais índices globais, de acordo com dados da Reuters. O índice norte-americano Dow Jones caminha para ganho anual de cerca de 26%, e o europeu FTSE 300, para valorização de cerca de 16%.

Cielo tem maior alta – A operadora de cartões de crédito Cielo, por outro lado, tem motivos para comemorar. A empresa foi beneficiada pelo aumento no número de operações com cartão de débito e crédito, o que permitiu que ela tivesse o maior crescimento em valor de mercado em 2013: passou de 31,7 bilhões de reais para 51,5 bilhões de reais, aumento de 14,2 bilhões de reais, o que representa alta de 38,2% no período.

A operadora Tim ficou em segundo lugar. No fechamento de 2012, a empresa era avaliada em 19,1 bilhões de reais e agora tem valor de mercado de 29,8 bilhões de reais, crescimento de 9,9 bilhões de reais – valorização de 50,3% de seu valor de mercado. O frigorífico JBS, que tinha valor de mercado de 17 bilhões de reais no final de 2013, segundo a Economatica, agora é avaliado em 25,1 bilhões de reais, alta de pouco mais de 8 bilhões ao longo deste ano (confira abaixo o ranking completo).

Maiores quedas de 2013 em valor de mercado
Empresa 31/12/2012 12/2013 Variação
Valor de Mercado, em milhões de reais
Petrobras 254.852 214.688 -40.164
Vale 215.110 178.163 -36.947
OGX Petroleo 14.174 777 -13.397
Oi 14.077 5.898 -8.179
Natura 25.174 17.749 -7.425
Telef Brasil 53.000 48.514 -4.486
Eneva 6.447 2.108 -4.340
Embratel Part 13.311 9.425 -3.886
Lojas Americ 17.144 14.154 -2.989
CCR SA 34.341 31.374 -2.966
Maiores crescimentos de 2013 em valor de mercado
Empresa 12/2012 12/2013 Variação
Valor de Mercado, em milhões de reais
Cielo 37.292 51.574 14.282
Tim Part S/A 19.818 29.800 9.982
JBS 17.077 25.148 8.072
Ambev S/A 264.302 271.276 6.975
BRF SA 36.534 42.863 6.329
Braskem 8.745 14.662 5.917
Ultrapar 24.831 30.012 5.182
P.Acucar-Cbd 23.818 27.705 3.888
Sid Nacional 17.292 20.966 3.674
Embraer 10.496 13.806 3.310