Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Petrobras diz que repassará alta de impostos a refinarias

Estatal se posicionou após o governo ter anunciado um pacote de medidas fiscais com a expectativa de elevar a arrecadação em R$ 20,63 bi em 2015

Por Da Redação 20 jan 2015, 09h34

A Petrobras informou que repassará a elevação do PIS/Cofins e da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) sobre o preço da gasolina e diesel às refinarias, o que pode aliviar em curto prazo o valor pago pelos consumidores. A petroleira se posicionou após o governo ter anunciado, na segunda-feira, um conjunto de alta de impostos com a expectativa de elevar a arrecadação em 20,63 bilhões de reais em 2015.

Leia mais:

Governo aumenta impostos e fala em arrecadar R$ 20 bi

Saiba o que há no saco de maldades que o governo começa a abrir

Por decreto, o governo tributará a gasolina em 0,22 real e o diesel em 0,15 real por litro a partir de 1º de fevereiro via PIS/Cofins. A partir do início de maio, esses valores por litro serão divididos entre o PIS/Cofins e a Cide. O cronograma decorre do fato de a Cide ser regida pelo princípio da noventena, ou seja, tem que ser publicada 90 dias antes de entrar em vigor.

Em nota a clientes, analistas do BTG Pactual pontuaram que os aumentos deverão impactar o preço da gasolina realizado pela Petrobras em cerca de 15% e o diesel em 9%. Para os consumidores, a projeção é de uma elevação nas bombas de 7,5% na gasolina e 6,5% no diesel.

A equipe da XP reforçou, em relatório, que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, deu mostras de se preocupar mais com a Petrobras do que com a inflação. “Porém vale a ressalva que se houver preocupação com o cumprimento da meta (de inflação) mais para frente no ano, podemos ver uma redução de preços de combustíveis”, escreveu o analista Ricardo Kim.

(Com agência Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade