Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Perdas com falha da Nasdaq chegam a US$ 200 milhões

Prejuízo de formadores de mercado no IPO do Facebook cria desconforto entre investidores e bolsa americana

Por Da Redação 7 jun 2012, 14h12

As perdas dos bancos e corretoras devido à conturbada estreia do Facebook no mercado na bolsa Nasdaq há aproximadamente um mês pode ser maior do que 200 milhões de dólares, disse Thomas Joyce, presidente-executivo da Knight Capital Group, nesta quinta-feira.

A Nasdaq afirmou na quarta-feira que iria oferecer 40 milhões de dólares em dinheiro e em descontos para clientes afetados na estreia do Facebook. “Na melhor das hipóteses, é decepcionante”, disse Joyce do plano durante uma conferência em Nova York. “A Nasdaq tem que chegar a outro número”.

A Knight, que foi um dos formadores de mercado na oferta pública de ações (IPO, na sigla em inglês) do Facebook, afirmou que, sozinho, o grupo perdeu mais de 35 milhões de dólares devido às falhas da Nasdaq.

Falha – No primeiro dia de operações do Facebook, problemas técnicos privaram de informações os formadores de mercado, que facilitam as transações das corretoras e desempenham papel essencial para que ações sejam negociadas de maneira suave, deixando-os por horas sem dados quanto às transações concluídas.

Inicialmente, a resposta da Nasdaq consistiu em teleconferência de um de seus vice-presidentes apenas aos membros da bolsa, um comunicado de que a organização separaria 13,7 milhões de dólares para compensação de perdas, e uma breve menção ao Facebook durante a assembleia geral de acionistas do grupo. Contudo, devido à má repercussão da falha no mercado financeiro, a bolsa americana decidiu aumentar o valor – o que ainda é, segundo os investidores afetados, insuficiente para sanar as perdas.

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade