Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Passagens aéreas no Brasil disparam até 139% com guerra na Ucrânia

Segundo levantamento da Kayak feito a pedido de VEJA, voos saídos de RJ e SP para Brasília são os que mais subiram entre janeiro e março

Por Larissa Quintino Atualizado em 31 mar 2022, 17h47 - Publicado em 30 mar 2022, 11h07

Apesar do avanço das negociações entre Rússia e Ucrânia, o movimento militar de Vladimir Putin no país vizinho causou efeitos mundiais em diversas cadeias produtivas, em especial, em tudo que depende de petróleo. No Brasil, além do efeito no posto de gasolina, outro setor diretamente afetado foi o aéreo. Com o barril do combustível fóssil acima dos 100 dólares desde o início da guerra, o preço das passagens aéreas disparou e tem dificultado a vida das empresas aéreas e também de quem precisa viajar.

Segundo um levantamento feito pela Kayak, plataforma que compara preço de passagens, a pedido de VEJA, o preço das passagens nas rotas mais movimentadas do país disparou até 139%, comparando os preços médios de março em relação aos do início do ano. Os preços que mais subiram foram de rotas para a capital federal. Os voos saídos do Rio de Janeiro para Brasília, por exemplo, tem custo médio de 1.000 reais. As passagens de São Paulo para Brasília também aceleraram, com alta de 119% no período.  A rota mais movimentada do país, a ponte aérea SP-RJ ficou, em março 113% mais cara.

O preço das passagens aéreas naturalmente flutua e costuma ficar mais caro em alta temporada para o turismo, porém, o aumento de preço em março — considerado baixa temporada, principalmente em comparação a janeiro, período de férias — está estritamente relacionado ao conflito no Leste Europeu. As aéreas brasileiras, Latam, Gol e Azul, sinalizaram aumento nos preços motivados pelo aumento dos custos de operação. A Latam suspendeu 21 rotas nacionais entre abril e junho devido à alta no combustível.

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo da VEJA! Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.

a partir de R$ 39,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet.

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Edições da Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 19,90/mês