Clique e assine a partir de 9,90/mês

Partido aliado de Merkel pede rejeição de novos resgates

Por Da Redação - 14 set 2011, 09h42

Por Álvaro Campos

Berlim – Um grupo de políticos do Partido Livre Democrático (FDP), que faz parte da coalizão de governo da chanceler alemã Angela Merkel, está tentando organizar um referendo dentro do partido para tornar uma política oficial da sigla a rejeição de novos pacotes de resgate na zona do euro, além de uma demanda para a criação de um mecanismo para permitir que membros possam sair do bloco monetário.

Se for bem sucedido, o referendo forçaria os membros do partido no governo – entre eles o ministro da Economia, Philipp Roesler – a rejeitar a participação da Alemanha em novos pacotes de resgate, o que pode causar uma crise no governo e acentuar ainda mais a crise da dívida na Europa. Mas ainda não está claro se os organizadores desse movimento conseguirão as 3,4 mil assinaturas necessárias entre os membros do FDP para a realização do referendo. E mesmo se a consulta for feita, isso que não quer dizer que a proposta será aprovada.

O legislador Frank Schaeffler, um dos organizadores do referendo, afirmou que já tem mais de um terço das assinaturas necessárias. “Eu fico feliz que o líder do partido, Roesler, esteja convergindo para a minha posição”, comentou. Na segunda-feira, o ministro escreveu um artigo em um jornal afirmando que um “default ordenado (moratória ordenada)” da Grécia não pode ser descartado. Mas ele nunca disse que é contra novos pacotes de resgate. As informações são da Dow Jones.

Publicidade