Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Paraguai sacrifica gado por febre aftosa

Por Norberto Duarte 25 set 2011, 17h47

Ao menos mil cabeças de gado foram sacrificadas em uma fazenda do departamento de San Pedro, 400 km a nordeste de Assunção, para combater o foco de febre aftosa que atinge o Paraguai, informaram neste domingo as autoridades sanitárias.

Após o sacrifício, iniciado na sexta-feira na fazenda Santa Helena, os animais foram enterrados em três gigantescas valas abertas por escavadeiras do ministério de Obras Públicas, em um processo monitorado por especialistas estrangeiros.

O Serviço Nacional de Qualidade e Saúde Animal (Senacsa) decretou uma zona de controle de 15 km de raio em torno da fazenda Santa Helena, que pertence a Silfrido Baumgarten, titular regional da Associação Rural do Paraguai.

O foco de aftosa foi descoberto em 18 de setembro passado, provocando a imediata suspensão das exportações de carne paraguaia.

A carne bovina é o terceiro principal produto de exportação do Paraguai, depois dos cereais e oleaginosas.

Continua após a publicidade
Publicidade