Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Para Hollande, acordo sobre Grécia foi resultado de ação da França

Presidente francês disse que o acordo para liberar ajuda ao país em dificuldade é "o resultado positivo de uma gestão iniciada pela França há seis meses".

Ao comentar nesta terça-feira o acordo sobre a dívida grega, feito na noite de segunda-feira, o presidente francês, François Hollande, disse que ele é “o resultado positivo de uma gestão iniciada pela França há seis meses”.

“O presidente da República francesa comemora o acordo que acaba de ser alcançado entre o Eurogrupo e o FMI (Fundo Monetário Internacional) sobre a Grécia”, indicou um comunicado do Palácio Presidencial do Eliseu. “Este acordo coroa várias semanas de negociações e a votação pela Grécia de várias reformas difíceis e valentes. O mesmo permite devolver uma perspectiva aos diferentes sócios deste país, mas, sobretudo, entregar as ajudas prometidas ao povo grego, depois dos esforços que foram pedidos”, acrescentou o comunicado.

A Eurozona e o FMI chegaram na segunda-feira à noite a um acordo sobre os meios para reduzir a dívida grega e sobre a entrega de uma ajuda financeira vital para este país. Esta foi a terceira tentativa em três semanas de se chegar a um consenso.

Agora a União Europeia segue com o desafio de aprovar seu orçamento de 2014 a 2020, depois de uma tentativa fracassada na semana passada de se chegar a um acordo. Os países ricos – Alemanha e Grã-Bretanha, em especial – afirmam que as restrições no plano de gastos públicos para o próximos sete anos que foi proposto são insuficientes.

Leia mais:

Protestos e greves tomam conta de Portugal, Espanha, Itália e Grécia

Número de gregos que querem permanecer na zona do euro diminui

PIB da Grécia cai 7,2% no 3º trimestre

(com agência France-Presse)