Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

PANORAMA1-Pauta traz dados de crédito, balanços e decisão do Fed

Por Da Redação 25 abr 2012, 08h20

SÃO PAULO, 25 Abr (Reuters) – Dados sobre crédito destacam-se na cena brasileira nesta quarta-feira, quando a safra de balanços também merece atenção, principalmente após o fechamento do mercado, com os resultados de Vale, Cielo, Natura, Hering, Contax, Totvs, Grendene e Weg.

Vale monitorar ainda reunião da presidente Dilma Rousseff e do ministro da Fazenda, Guido Mantega, no final da manhã. À tarde, Mantega reúne-se com a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann e a ministra Planejamento, Miriam Belchior, e também com a presidente da Petrobras, Graça Foster.

No exterior, o viés positivo nas praças acionárias era sustentado por notícias corporativas, entre elas o desempenho trimestral da Apple conhecido na véspera e o balanço da Ericsson divulgado nesta sessão, enquanto se espera o resultado da reunião de dois dias do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve, particularmente a entrevista coletiva do chairman da instituição, Ben Bernanke.

Além da decisão sobre política monetária, o Fed também divulga nesta quarta-feira suas projeções sobre a economia norte-americana.

Às 8h10, o europeu FTSEurofirst 300 subia 0,83 por cento. O futuro do norte-americano S&P 500 avançava 0,72 por cento – 9,80 pontos. O MSCI para ações globais ganhava 0,3 por cento e para emergentes, 0,26 por cento. O MSCI de ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão verificava acréscimo de 0,22 por cento. Em Tóquio, o Nikkei fechou em alta de 0,98 por cento. O índice da bolsa de Xangai terminou com elevação de 0,75 por cento.

Entre as moedas, o euro apreciava-se 0,23 por cento, cotado a 1,3236 dólar, o que influenciava a queda de 0,17 por cento do índice DXY, que mede o valor do dólar ante uma cesta com as principais divisas globais. Em relação ao iene , o dólar cedia 0,11 por cento, a 81,24 ienes.

No caso das commodities, o petróleo do tipo Brentaumentava 0,59 por cento em Londres, a 118,86 dólares, enquanto o barril negociado nas operações eletrônicas em Nova Yorksubia 0,61 por cento, a 104,18 dólares.

Veja a agenda com os principais indicadores desta quarta-feira.

Veja como ficaram os principais mercados financeiros na terça-feira:

CÂMBIO

O dólar fechou a 1,8823 real, com variação negativa de 0,02 por cento frente ao fechamento anterior.

BOVESPA

O Ibovespa subiu 0,70 por cento, para 61.971 pontos. O volume financeiro na bolsa foi de 6,3 bilhões de reais.

ADRs BRASILEIROS

O índice dos principais ADRs brasileiros subiu 0,33 por cento, a 31.498 pontos.

Continua após a publicidade

JUROS <0#2DIJ:>

No call das 16h, o DI janeiro de 2014 estava em 8,860 por cento ao ano, ante 8,950 por cento no ajuste anterior.

EURO

Às 18h22 (Brasília), a moeda comum europeia era cotada a 1,3190 dólar, ante 1,3154 dólar no fechamento anterior nas operações norte-americanas.

GLOBAL 40

O título de referência dos mercados emergentes, o Global 40, caía para 132,625 por cento do valor de face, oferecendo rendimento de 1,096 por cento ao ano.

RISCO-PAÍS

O risco Brasil caía 4 pontos, para 184 pontos-básicos. O EMBI+ cedia 7 pontos, a 330 pontos-básicos.

BOLSAS DOS EUA

O índice Dow Jones fechou em alta de 0,58 por cento, a 13.001 pontos, o S&P 500 registrou valorização de 0,37 por cento, a 1.371 pontos, e o Nasdaq perdeu 0,30 por cento, aos 2.961 pontos.

PETRÓLEO

Na Nymex, o contrato de petróleo mais curto caiu 0,77 dólar, ou 0,74 por cento, a 103,90 dólares por barril.

TREASURIES DE 10 ANOS

O preço dos títulos do Tesouro norte-americano de 10 anos, referência do mercado, caía, oferecendo rendimento de 1,9735 por cento, frente a 1,940 por cento no fechamento anterior.

(PANORAMA1, PANORAMA2 e PANORAMA3 são localizados no terminal de notícias da Reuters pelo código ).(Por Paula Laier; Edição de Hélio Barboza)

Continua após a publicidade

Publicidade