Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oferta de passagens aéreas cresceu 8,86% em março, informa Abear

A demanda, contudo, cresceu em ritmo menor, em 7,7%. Com isso, a taxa de ocupação média recuou 0,77%, para 71,29%

a TAM ficou com 39,52% de participação de mercado e manteve a liderança, seguida pela Gol, com 36,43%, Azul/Trip (16,85%) e a Avianca (7,2%)

A oferta das companhias aéreas brasileiras cresceu 8,86% no mercado doméstico em março na comparação com fevereiro, segundo dados da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear). Já a demanda, na mesma base de comparação, cresceu em ritmo menor: em 7,7%. Com isso, a taxa de ocupação média (load factor) recuou 0,77%, para 71,29%.

Na comparação com março de 2012, feita com base nos dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a oferta apresentou leve alta, de 0,2%, enquanto a demanda cresceu 8,7%, levando a taxa de ocupação a uma expansão de 5,5%. Conforme a Abear, a TAM ficou com 39,52% de participação de mercado e manteve a liderança, seguida pela Gol, com 36,43%. O grupo Azul/Trip ficou com 16,85% e a Avianca, com 7,2%.

A oferta é medida em assento-quilômetro (ASK) das quatro companhias associadas da Abear, enquanto a demanda é calculada a partir dos dados de passageiros-quilômetros pagos (RPK). A Abear informou também que o número de passageiros transportados cresceu 13,01% em março ante fevereiro, chegando a aproximadamente 6,2 milhões de embarques.

Leia também:

Demanda por voos domésticos cresce em março, mas número de assentos diminui

Anac fixa prazos para plano diretor de aeroportos

Setor – Nesta quinta-feira, a Avianca anunciou que vai aumentar a capacidade de seus voos entre São Paulo e Bogotá em 15%, provenientes da troca de suas aeronaves para o modelo Airbus A330, que comporta até 252 passageiros. Os novos aviões começam a operar em dez de seus 14 voos semanais a partir de 2 de maio e adicionarão um total de 792 assentos por semana à capacidade da companhia. Os quatro voos restantes permanecerão com o Airbus A319, com capacidade para 120 passageiros.

Ainda no setor aéreo, a Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou também nesta sexta-feira o acordo de compartilhamento de voos – code share, no jargão em inglês do setor – entre a TAM e a American Airlines para rotas nos Estados Unidos e no Canadá.

As empresas anunciaram em dezembro a intenção em estabelecer um acordo que permitirá aos passageiros da TAM utilizar aeronaves da American Airlines para cerca de 50 destinos nos dois países da América do Norte a partir de Miami, Nova York e Orlando, para onde a companhia brasileira já opera voos regulares. A chilena LAN, que no ano passado concluiu sua fusão com a TAM, também faz parte do acordo.

(com Estadão Conteúdo)