Clique e assine a partir de 9,90/mês

Sai mais barato comprar iPhone X nos EUA e pagar imposto

Adquirir o smartphone atrelado com operadoras locais pode dificultar o funcionamento do aparelho no Brasil

Por Da redação - Atualizado em 2 nov 2017, 16h19 - Publicado em 2 nov 2017, 08h35

O iPhone X começa a ser vendido nas lojas da Apple dos Estados Unidos nesta sexta-feira, dia 3 de novembro. O preço varia de 999 dólares a 1.149 dólares, de acordo com a capacidade de armazenamento – 64 GB ou 256 GB.

Mesmo sem previsão de lançamento no Brasil, a Apple já divulgou o preço do telefone no Brasil: 6.999 reais (64 GB) e 7.799 reais (256 GB). Considerando apenas a conversão de moedas, o aparelho de 999 dólares custaria o equivalente a 3.261 reais.

Essa diferença de preço faz com que muitos consumidores considerem comprar o aparelho nos Estados Unidos. Se o aparelho for comprado em uma loja da Flórida, por exemplo, será adicionado 6% de imposto sobre o valor do produto, elevando o custo para 3.456 reais.

Esse valor não considera uma possível taxação da alfândega brasileira – que permite aos viajantes retornarem ao país com um único aparelho celular como objeto de uso pessoal. Para compras que excederem o limite de 500 dólares é cobrada uma taxa de 50% sobre o que exceder o teto. Isso representa um adicional de 249,5 dólares, o equivalente a 814 reais.

Continua após a publicidade

Mesmo pagando imposto, o aparelho sairia por 4.270 reais, ou seja, mais barato que o preço de venda no Brasil.

Apesar de exceder o limite de 500 dólares, o consumidor ainda tem a chance de trazer o iPhone ao Brasil sem pagar imposto, já que bens de uso pessoal ou usados têm isenção. Para provar o uso pessoal, basta que o aparelho esteja com o chip da operadora no Brasil. O consumidor não poderá ter mais nenhum outro celular na bagagem.

Quem pretende comprar o iPhone nos EUA precisa ficar atento a algumas situações, confira:

Desbloqueio

É preciso verificar se o aparelho vem desbloqueado. O site da Apple nos Estados Unidos permite a reserva do iPhone X apenas se o consumidor selecionar uma operadora local.

Continua após a publicidade

Ao tentar efetuar a compra, o consumidor é informado que o celular vem desbloqueado. Mas para finalizar a operação é necessário comprovar que possui conta em uma operadora local.

No chat da Apple, a informação é de que os aparelhos desbloqueados estarão disponíveis nas lojas físicas.  “Quando o iPhone anterior foi lançado, o aparelho sem operadora ficou disponível pouco tempo depois”.

 

Padrão de tomada

O carregador que acompanha o iPhone X possui dois pinos – no Brasil, o modelo padrão de tomada é o que tem três plugues. Felizmente, o problema pode ser solucionado com um adaptador.

Publicidade