Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Novo presidente do Secovi critica insegurança jurídica

Por Circe Bonatelli

São Paulo – O novo presidente do Sindicato da Habitação de São Paulo (Secovi-SP), Claudio Bernardes, assinou hoje o documento de posse no cargo durante cerimônia realizada na capital paulista. Em seu discurso, ele criticou a falta de segurança jurídica e a falta de terrenos disponíveis para construções na cidade. “Sem segurança jurídica é impossível realizar investimentos de longo prazo”, disse Bernardes.

Em relação a falta de terrenos, Bernardes defendeu que haja um adensamento das zonas urbanas já ocupadas, com aprimoramento da infraestrutura e revitalização de bairros degradados para receber novos empreendimentos residenciais. “Para isso, é fundamental que haja vontade política e diálogo com a sociedade e com a iniciativa privada”, afirmou, defendendo a integração dos projetos de planejamento urbano com projetos de planejamentos do mercado imobiliário.

Bernardes disse ainda que o mercado imobiliário continua com a demanda aquecida e atraente para investimentos internacionais, além de contar com um sistema eficiente de crédito. “Ainda que se fale no esgotamento dos recursos da poupança destinados ao crédito imobiliário, o mercado já está trabalhando com outras opções para complementar os financiamentos”, lembrou.

O novo presidente disse ainda que nos últimos cinco anos o setor de construção civil no País passou por uma franca expansão, impulsionado pelo crescimento econômico do País e do crédito imobiliário. “Nossa meta é estrutura o mercado imobiliário para trabalharmos de forma pujante, mas sem sofrer sobressaltos”, afirmou.

O ex-presidente do Secovi-SP João Crestana fez um discurso breve antes de Bernardes, agradecendo a família e os amigos pelo apoio em seu mandato, que começou em 2008. Crestana, no entanto, não fez nenhum comentário sobre o setor de construção civil. “Hoje é um dia de ouvir, não de fala”.