Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nova empresa estará entre as maiores do mundo, diz presidente da Oi e Portugal Telecom

A companhia de telecomunicação anunciou nesta quarta-feira a fusão e o aumento de capital. Zeinal Bava acredita em redução de dívida e melhora das finanças do grupo com o acordo

A CorpCo, empresa que será criada com a fusão da Oi e da Portugal Telecom já nasce ambiciosa: com o objetivo de estar entre as maiores do mundo. O anúncio da junção foi feito nesta quarta-feira e é mais um movimento de consolidação do setor de telecomunicações no mundo. Na semana passada, foi o grupo espanhol Telefónica que divulgou um ousado plano para obter, gradualmente, o controle da Telecom Italia.

“A ambição é estar entre os maiores players globais, assumindo uma vocação multinacional desde a primeira hora, em um setor em profunda transformação e afirmando-se como uma referência em termos de inovação tecnológica, excelência operacional e criação de valor acionista”, disse Zeinal Bava, residente-executivo da Oi e da PT Portugal. Ele fala ainda que confia na redução da dívida do grupo e em melhoria de sua flexibilidade financeira, uma vez que, com a fusão, também será feito um aumento inicial de capital da ordem de 7 bilhões de reais na operadora brasileira.

Leia mais:

Oi e Portugal Telecom assinam acordo para fusão

​Endividada, Oi confirma saída de presidente

A Portugal Telecom e a Oi assinaram nesta quarta um memorando de entendimento para uma fusão, que fez a ação da empresa portuguesa chegar a disparar mais de 20% no mercado europeu.

A operação criará a CorpCo, uma multinacional com cerca de 100 milhões de clientes e permitirá captura de sinergias de aproximadamente 5,5 bilhões de reais, afirmaram os grupos.

A Oi será uma subsidiária integral da CorpCo, que vai incorporar a Portugal Telecom. A CorpCo terá ações listadas no segmento Novo Mercado da BM&FBovespa, na bolsa de Nova York e na NYSE Euronext Lisbon.

(com agência Reuters)