Clique e assine a partir de 9,90/mês

Moody’s tira selo de bom pagador do BTG Pactual

Nota de crédito do banco de investimento foi rebaixada para 'grau especulativo', em mais um desdobramento da prisão de seu ex-presidente, André Esteves

Por Da Redação - 2 dez 2015, 08h28

A agência de classificação de risco Moody’s retirou nesta terça-feira o selo de bom pagador do banco BTG Pactual, em mais um desdobramento da prisão de seu ex-presidente, André Esteves, ocorrida há uma semana. Com o rebaixamento da nota de crédito do banco, o BTG deixou de figurar no grupo de instituições com “grau de investimento” e passou a ser tido como “grau especulativo”.

Os ratings do banco foram rebaixados em dois degraus, de “Baa3” para “Ba2”, a segunda nota dentro do grau especulativo. Além disso, os ratings do banco e de suas filiais em Grand Cayman e Luxemburgo foram colocados em revisão para potencial novo rebaixamento.

Na prática, o rebaixamento encarece novos financiamentos para o banco e o coloca sob um olhar de maior desconfiança dos mercados. O banco enfrenta desafios para manter a liquidez após a prisão de Esteves.

A Moody’s afirmou que, apesar dos esforços dos novos dirigentes da instituição para restaurar a confiança de seus clientes e do mercado, o BTG “continua exposto a pressões de liquidez se esses esforços não forem efetivos”, informou o comunicado da agência. “Em qualquer caso”, segue o comunicado, “o BTG deverá enfrentar um custo mais elevado de financiamento, que vai pressionar a sua capacidade de gerar altos níveis de rentabilidade que foram importantes na construção de seu capital.”

O banqueiro André Esteves foi preso no último dia 25 de novembro sob suspeita de obstruir a Operação Lava jato, que investiga um esquema bilionário de corrupção envolvendo a Petrobras. Depois que o Supremo Tribunal Federal converteu no domingo a prisão de temporária para preventiva, André Esteves renunciou a todos os cargos no Grupo BTG Pactual.

Leia mais:

BTG vende fatia na Rede D’Or por R$ 2,38 bi

(Com Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade