Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moody’s rebaixa nota de 12 bancos brasileiros e da BM&FBovespa

Principais instituições financeiras do país, como Bradesco, Banco do Brasil e Itaú ficam a um degrau de perderem o grau de investimento

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou os ratings de 12 bancos brasileiros e da BM&FBovespa, em seguida ao rebaixamento do rating soberano do Brasil. A perspectiva das notas das instituições também foi alterada de “negativa” para “estável”, assim como a do Brasil.

A Moody’s rebaixou de Baa2 para Baa3 os ratings de depósito de longo prazo em moeda global das seguintes instituições: Banco Alfa de Investimento, Banco Bradesco, Banco Citibank, Banco do Brasil, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Banco Mizuho do Brasil, Banco Safra, Banco Santander, Caixa Econômica Federal, HSBC Bank Brasil, ING Bank N.V. – São Paulo e Itaú Unibanco. Desta forma, os principais bancos do país também ficam a um degrau de perderem o grau de investimento. O rating da BM&FBovespa foi rebaixado de Baa1 para Baa2, a dois passos de perder o grau de investimento.

A agência informou, em comunicado, que os rebaixamentos estão em linha com a revisão da nota brasileira na noite de terça-feira. As principais razões, segundo a Moody’s, são o fraco crescimento econômico, o aumento dos gastos do governo e falta de consenso político que pode limitar a habilidade das autoridades de deter e reverter as tendências de alta da dívida e do déficit.

(Da redação)