Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Moody’s rebaixa nota da OGX e alerta para calote

O rebaixamento se deve às perspectivas ruins sobre a capacidade de exploração dos poços arrematados pela petroleira, além de sua delicada situação de endividamento

A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou nesta segunda-feira o rating da OGX Petróleo e Gás Participações de CAA2 para CA, com perspectiva negativa, apenas um nível acima do considerado ‘calote’. Segundo a agência, o rebaixamento se deve às baixas perspectivas da companhia, sobretudo sua dependência de uma injeção de capital de 1 bilhão de dólares prometida por Eike Batista, já que a empresa necessita de caixa para continuar explorando. A agência também cita a saída de membros independentes do conselho de administração da companhia.

“O novo rating reflete a alta alavancagem financeira em relação à produção e ao fluxo de caixa da companhia, além do perfil de liquidez fraco, com a cobertura de ativos depreciados para os títulos sem seguro. O rating também reflete práticas de governança corporativa mais fracas e a alta incerteza sobre as projeções para a companhia, com o risco de um default, reestruturação de dívida ou pedido de falência”, disse a Moody’s em comunicado.

A agência afirmou ainda que o rating CA da OGX será retirado se a companhia entrar em um processo de reestruturação. Embora uma elevação no rating seja improvável no curto prazo, isso poderia acontecer se a companhia conseguisse melhorar seu perfil de liquidez e mostrar projeções de uma melhora na produtividade do capital e crescimento na produção.

Leia também:

Após S&P, Moody’s decide rebaixar rating da OGX

OGX tem 3º maior risco de default do mundo, mostra índice

(com Estadão Conteúdo)