Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Mercado de petróleo está pronto para perdas do Irã–executivos

KUALA LUMPUR, 8 Jun (Reuters) – O mercado mundial de petróleo está bem abastecido e pode lidar com a perda do petróleo iraniano com as sanções do Ocidente, disseram funcionários e executivos de petróleo, incluindo os chefes da Total e da Shell, nesta semana.

Um aumento da oferta global de petróleo e a queda dos preços da commodity ajudaram a amortecer o impacto das sanções contra o polêmico programa nuclear iraniano.

“O mercado está bem abastecido. Não há nenhuma falta”, disse o chefe da empresa francesa de petróleo Total em uma conferência na Malásia, quando perguntado se estava preocupado com a perda de fornecimento do Irã ao mercado de petróleo.

O presidente da Total, Christophe de Margerie, acrescentou que os preços do petróleo Brent estão com “uma redução muito importante”.

O Brent era negociado a pouco menos de 98 dólares por barril na sexta-feira depois de cair para um mínimo de 16 meses, abaixo de 96 dólares o barril, no início da semana.

Problemas na zona do euro se sobrepuseram às tensões entre o Ocidente e o Irã, segundo maior produtor da Organização dos Países Produtores de Petróleo (OPEP), depois de os preços do Brent atingirem um recorde de 128 dólares o barril em março.

Falando na mesma conferência, o presidente da holandesa Royal Dutch Shell, Peter Voser, disse que os preços do petróleo vão enfraquecer ainda mais no segundo semestre deste ano, assim que a demanda reagir à uma desaceleração da economia global, enquanto as tensões políticas internacionais forem desaparecendo.

“A demanda global está abrandando, temos elementos de recessão na Europa, uma desaceleração pequena na Ásia e no Pacífico”, disse Voser à Reuters em uma entrevista no início desta semana.

“Ao mesmo tempo, alguns dos elementos geopolíticos da volatilidade dos preços têm recuado nos últimos meses, e vemos, portanto, um abrandamento dos preços que eu espero continuar no segundo semestre deste ano.”

Antes da reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) na próxima semana, o ministro de petróleo da Argélia, Youcef Yousfi, também disse que o mercado conseguirá fazer frente a uma redução na oferta iraniana.

“Si, há petróleo suficiente no mercado”, disse o ministro.

Um aumento na oferta global de petróleo e queda nos preços coloca o mercado numa posição melhor, disse Daniel Yergin, presidente da IHS CERA e autor de livro premiado a respeito do mundo do petróleo.

“Esta é uma poderosa frota de sanções que está indo rumo ao Irã, e isto nunca foi tão poderoso”, disse ele.

(Reportagem de Florence Tan e Rebekah Kebede)

REUTERS LC GB