Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Marfrig fecha unidade da Seara em Jaraguá do Sul

Por AE

São Paulo – O Grupo Marfrig anuncia encerramento da unidade da Seara Alimentos em Jaraguá do Sul (SC), de produção de frango in natura e cortes desossados, com capacidade de produção de 9.000 aves/hora e 32 t/hora de ração. O complexo operava com 890 funcionários e 199 produtores de aves. Com o encerramento da operação em Jaraguá do Sul, o volume será recomposto pelo aumento da produção das unidades de Ipumirim (SC), Passos (MG) e Lapa (PR).

Segundo informações da companhia, a decisão teria sido motivada por custos logísticos, limitações estruturais da unidade e escassez de mão de obra local. “O distanciamento gradativo dos centros produtores de grãos, que encareceu a logística e gerou acúmulo volumoso de créditos de ICMS, somado à escassez de mão-de-obra local vivenciada nos últimos anos se tornaram verdadeiros desafios para a continuidade da atividade rentável na região”, diz em nota o diretor de operações da Seara, Marco Antonio Siqueira.

O executivo explica que já não havia como a unidade expandir-se, o que fez a Seara adotar recentemente ações como redução dos turnos e mudança no perfil das linhas, de aves pesadas (cortes) para leves (grillers). “Mesmo com a alta recente do dólar, comprovamos que já não é mais possível manter a formatação original daquela operação”, afirmou.

De acordo com a empresa, os funcionários estão sendo absorvidos por outras empresas da região e houve uma ação “preventiva e coordenada, com a colaboração dos sindicatos, dos órgãos públicos municipais e estaduais, associações e de todos os sistemas de realocação de pessoas” para minimizar os impactos. Dos 199 produtores de aves fornecedores do complexo de Jaraguá do Sul, aproximadamente 80 permanecerão no sistema e suprirão a demanda do complexo da Lapa (PR).