Clique e assine a partir de 9,90/mês

Mão de obra ajuda redução do INCC na 1ª prévia do IGP-M

Por Da Redação - 9 jul 2012, 09h45

Por Monica Ciarelli

Rio – A desaceleração nas despesas com mão de obra pressionou para baixo o resultado do índice Nacional do Custo da Construção (INCC) na primeira prévia do IGP-M de julho. O INCC subiu 0,79%, abaixo do 1,99% apurado em igual período de junho.

Dados divulgados nesta segunda-feira pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) revelam que os custos com mão de obra variaram 1,12%, contra 3,61% verificados na primeira prévia do mês passado. No ano, mão de obra acumula alta de 8,72% e de 10,28% em 12 meses.

Já o item matérias, equipamentos e serviços subiu 0,44% no período, acima do 0,32% registrado na primeira prévia de junho. No ano, o indicador contabiliza ganho de 2,89% e de 4,20% em 12 meses.

Publicidade