Clique e assine a partir de 8,90/mês

Magnata da indústria de diamantes é preso em escândalo de suborno

Beny Steinmetz, que criou uma empresa para atuar em parceria com a Vale na Guiné, foi detido pela polícia israelense

Por Da redação - 19 dez 2016, 16h11

A polícia israelense prendeu nesta segunda-feira o bilionário Beny Steinmetz, um dos barões do mercado internacional de diamantes. Steinmetz é suspeito de ter subornado autoridades para promover seus interesses comerciais na Guiné.

Segundo o porta-voz da polícia, Micky Rosenfeld, Steinmetz, que também é acusado de lavagem de dinheiro, foi detido por duas semanas. A prisão é resultado de uma investigação conjunta com os Estados Unidos, Suíça e Guiné.

Steinmetz mora em Genebra e sua empresa, a BSG Resources, é uma importante figura da indústria mundial de diamantes. O bilionário fundou uma joint venture com a Vale para explorar a reserva de minério de ferro de Simandou, também na Guiné, mas teve sua concessão revogada em 2014 pelo governo local após denúncias de corrupção.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade