Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Lucro do Pão de Açúcar supera previsões em período difícil para o varejo

Resultado foi de 687 milhões de reais no quarto trimestre, enquanto a média das projeções apontava para 560 milhões de reais

Por Da Redação 13 fev 2014, 22h50

O Grupo Pão de Açúcar (GPA) reportou lucro líquido consolidado de 687 milhões de reais no quarto trimestre de 2013, crescimento de 27,5% na comparação com igual período do ano anterior. A média das projeções de analistas apontava para um resultado de 560 milhões de reais no período. Em doze meses, o lucro somou 1,396 bilhão de reais, aumento de 20,7% ante 2012.

A companhia divulga ainda um lucro líquido ajustado que elimina receitas e despesas extraordinárias. O lucro ajustado no quarto trimestre foi de 864 milhões de reais, alta de 55,9% na comparação anual. Já o lucro líquido dos acionistas controladores alcançou 492 milhões de reais, alta de 11,4% ante o quarto trimestre de 2012.

Leia também:

Enéas Pestana deixa a presidência do Grupo Pão de Açúcar

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) do quarto trimestre foi de 1,307 bilhão de reais, montante 1,9% inferior ao do mesmo período de 2012. No ano, o Ebitda acumula 3,814 bilhões de reais, alta de 3%. O Ebitda ajustado, excluindo receitas e despesas extraordinárias, foi de 1,605 bilhão de reais, elevação de 18,8%. No ano, o Ebitda ajustado foi de 4,487 bilhões de reais, elevação de 20,1%.

O GPA já havia divulgado seu resultado de vendas de outubro a dezembro. A receita líquida consolidada da companhia chegou a 16,887 bilhões de reais, crescimento de 15,8% ante o ano anterior. De janeiro a dezembro, a receita chegou a 57,730 bilhões de reais, expansão de 13,7%.

O crescimento se deu em meio a ambiente macroeconômico desafiador para o todo o varejo. O IBGE divulgou nesta quinta-feira que as vendas do varejo brasileiro recuaram 0,2% em dezembro e fecharam o ano passado com alta de 4,3%, na pior expansão em 10 anos. “Mesmo com esse cenário menos favorável, o GPA mostrou capacidade e agilidade para adequar sua estratégia de acordo com os rumos do mercado”, disse a companhia em comunicado nesta quinta-feira.

(Com Estadão Conteúdo e Reuters)

Continua após a publicidade
Publicidade