Clique e assine a partir de 9,90/mês

Lucro do JPMorgan cai 23% no 4o trimestre

Por Da Redação - 13 jan 2012, 15h16

Por David Henry

13 Jan (Reuters) – O peso da crise de dívida europeia na unidade de banco de investimento do norte-americano JPMorgan Chase pesou sobre o resultado da instituição financeira no quarto trimestre, motivando queda de suas ações apesar de indicações dadas de que a economia dos Estados Unidos está se fortalecendo.

O presidente-executivo, Jamie Dimon, disse que o banco com sede em Nova York está vendo sinais de melhora na qualidade do crédito bem como na demanda por empréstimos de empresas e pessoas nos EUA.

“Vemos uma recuperação suave que na verdade deve estar se fortalecendo, e é ampla”, disse ele em teleconferência com jornalistas após o banco divulgar seus resultados nesta sexta-feira.

“Torço para que isso implique em mais empregos. Temos visto aumento do emprego, não em quantidade suficiente, mas isso pode se sustentar.”

A carteira de crédito na divisão comercial subiu 13 por cento nos 12 meses encerrados em dezembro, no sexto trimestre consecutivo de alta e em um sinal de que mais empresas estão tomando recursos.

Mas Dimon mostrou preocupação com a situação na Europa. “Eu me colocaria na categoria de alguém com preocupação crescente”, afirmou.

As ações do JPMorgan caíam 3,85 por cento às 16h11 (horário de Brasília) na Bolsa de Valores de Nova York, enquanto o índice bancário KBW recuava 1,47 por cento.

Continua após a publicidade

O JPMorgan foi o primeiro grande bancos dos EUA a reportar resultados para o quarto trimestre.

Seu fraco resultado na unidade de banco de investimento sugere que instituições financeiras em Wall Street como Goldman Sachs e Morgan Stanley também apresentarão números fracos ao divulgarem seus balanços na semana que vem.

Outros como Bank of America e Citigroup, que também anunciam seus resultados nos próximos dias, poderiam se beneficiar da forte demanda por empréstimos de empresas que o JPMorgan sentiu, mas também enfrentar problemas em banco de investimento e nos financiamentos imobiliários.

O JPMorgan teve lucro líquido de 3,72 bilhões de dólares no quarto trimestre, ou 0,50 dólar por ação, abaixo dos 4,83 bilhões de dólares, ou 1,12 dólar por ação, um ano antes.

Analistas esperavam, em média, lucro de 0,90 dólar por ação, segundo a Thomson Reuters I/B/E/S.

A receita caiu 17 por cento, para 22,2 bilhões de dólares, em bases ajustadas, abaixo dos cerca de 23 bilhões de dólares estimados por Wall Street.

A receita com banco de investimento teve queda de 30 por cento, para 4,36 bilhões de dólares.

(Reportagem adicional de Jed Horowitz e Angela Moon em Nova York, Rick Rothacker em Charlotte, Carolina do Norte, e Ben Berkowitz em Boston)

Continua após a publicidade
Publicidade