Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Leilão de transmissão terá 10 consórcios e 6 empresas, diz Aneel

SÃO PAULO (Reuters) – Dez consórcios e seis empresas foram habilitadas para participar do leilão de transmissão que acontecerá nesta sexta-feira, informou a Agência Nacional de Energia Elétrica nesta quinta-feira.

Segundo dados disponíveis no site da agência reguladora, entre as empresas que devem ir à disputa sozinhas estão a Abengoa Brasil, Alupar Investimentos, Neoenergia, Empresa Catarinense de Transmissão de Energia (ECTE) e as subsidiárias da Eletrobras Eletronorte e Chesf.

A Eletronorte ainda vai à disputa com a Cteep por meio do Consórcio Atlântico Nordeste, no qual a estatal tem 49 por cento de participação e a empresa do grupo colombiano ISA tem o restante.

Já Furnas, também da Eletrobras, vai à disputa em consórcio com a subsidiária brasileira da chinesa State Grid, esta última com 51 por cento de participação e Furnas com 49 por cento.

A Eletrosul, outra companhia da Eletrobras, vai à disputa por meio dos consórcios Sul Brasileiro e Marumbi, em ambos com a Copel, sendo que a Eletrosul tem 80 por cento de participação e a Copel tem 20 por cento no Sul Brasileiro e a proporção se inverte no Marumbi.

No Consórcio Barriga Verde, Eletrosul terá 29 por cento, Copel terá 20 por cento e a Triunfo terá 51 por cento.

A Copel ainda vai ao leilão com a Elecnor, por meio do consórcio Linha de Transmissão Integração Maranhense e também por meio do Consórcio Caiuá. Nos dois a estatal paranaense terá participação de 49 por cento.

A Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia (CEEE-GT), do Rio Grande do Sul, vai à disputa com a chinesa Qware Technology Group (45 por cento) e com a Procable Energia e Telecomunicações (10 por cento).

O leilão ainda contará com o consórcio Açailândia, formado por Empresa Paraense de Transmissão de Energia (51 por cento) e por Empresa Norte de Transmissão de Energia (49 por cento), além do consórcio Nordeste Transmissão, formado por ATP Engenharia e Construtora Sucesso (cada uma com 50 por cento).

No leilão marcado para começar às 10 horas da sexta-feira licitará nove lotes com 1.378 quilômetros de linhas e 12 subestações.

Os investimentos previstos nos empreendimentos são de 1,6 bilhão de reais.

(Por Anna Flávia Rochas)