Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Lei que limita fumo em locais fechados entra em vigor em Buenos Aires

Por Da Redação 5 jan 2012, 13h16

Buenos Aires, 5 jan (EFE).- Buenos Aires será transformada em uma cidade ‘livre de fumaça’, já que a partir desta quinta-feira entra em vigor uma lei que proíbe as pessoas fumarem em espaços fechados, como bares, restaurantes e salões da capital da Argentina, onde, segundo estatísticas oficiais, 110 pessoas morrem diariamente por conta do tabagismo.

Com previsão de também ser implementada em outras capitais, a lei estabelece que ‘os espaços fechados do âmbito privado já não poderão contar com zonas para fumar’, explicou a deputada Paula Bertol.

Uma lei anterior, sancionada em 2010, estabelecia que os bares ou restaurantes poderiam manter espaços específicos para fumantes, o que não será mais permitido a partir desta quinta-feira.

‘Pátios, terraços, balcões e os demais espaços ao ar livre não foram incluídos na lei, além de áreas específicas e exclusivas para degustação de produtos de tabaco em clubes para fumantes e centros de detenção de natureza penal’, completou a deputada.

No último mês de junho, a Câmara dos Deputados argentina transformou em lei um projeto que pode ser imposto em todos os distritos do país e que estabelece ‘ambientes públicos 100% livres de fumaça’, além de proibir a publicidade de cigarros em ‘todo tipo de eventos’.

A Argentina, no entanto, é o único país da América Latina que não ratificou o Convênio Marco para o Controle do Tabaco (CMCT). A medida foi proposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no começo da década e já foi ratificada por 173 países.

Segundo um estudo da Sociedade do Câncer dos Estados Unidos, que foi divulgado recentemente, a Argentina está situada na terceira posição do ranking de consumo per capita de tabaco na América. EFE

Continua após a publicidade
Publicidade