Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Juro em queda abre espaço para captação, diz J.P.Morgan

Por Aline Bronzati e Fernanda Guimarães

São Paulo – A continuidade da queda dos juros vai permitir que mais empresas brasileiras captem no mercado local de dívida, segundo Patrícia Moraes, chefe do banco de investimentos J.P. Morgan no Brasil. “O movimento de redução do custo de capital, estimulado pela queda da Selic, é saudável e possibilita que mais empresas acessem o mercado local”, avaliou. “O Brasil está cada vez mais atrativo.”

Questionada sobre a possibilidade de as empresas levantarem mais recursos no Brasil que no exterior, ela explicou que cada caso tem de ser analisado isoladamente. A executiva participou na quinta-feira do Prêmio Jovens Lideranças, promovido em parceria com o jornal “O Estado de S.Paulo”.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou na quinta-feira as novas regras de rentabilidade da poupança. Caso a taxa básica de juros caia abaixo de 8,5% ao ano, o retorno das cadernetas será 70% da Selic mais TR (Taxa Referencial). Como os juros atualmente estão em 9% ao ano, as regras permanecem iguais, de 0,5% ao mês mais TR.

A medida do Governo abre espaço para a continuidade da redução da Selic nas próximas reuniões do Comitê de Política Monetária (Copom). O retorno atual da poupança era apontado pelo mercado com um dos entraves para uma queda mais acentuada dos juros.