Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

JBS rescinde contrato com Roberto Carlos

O cantor, que não comia carne vermelha, era garoto-propaganda das marcas Friboi e Swift

O grupo Friboi rescindiu o contrato firmado em fevereiro com o cantor Roberto Carlos, garoto-propaganda da marca de carnes e produtos Swift. O grupo, pertencente à holding J&F, alega que a aposta na publicidade com o cantor foi “ousada”, mas não deu certo.

A escolha por Roberto Carlos, segundo executivos da JBS, dona das marcas, se deu porque souberam que o cantor, vegetariano, havia voltado a comer carne depois de quase 30 anos. Nos comerciais da Friboi, o cantor aparecia em uma mesa de restaurante e contava a amigos que pediu um prato com carne porque havia deixado de ser vegetariano.

Pouco tempo depois de o primeiro comercial ir ao ar, Roberto Carlos se pronunciou a jornalistas sobre o assunto e disse que não foi vegetariano, só não comia carne vermelha, “mas comia peixe e frango”.

Leia mais:

‘Roberto Carlos nunca foi vegetariano’, diz empresário

Roberto Carlos é flagrado saindo de churrascaria

Briga – O rompimento do acordo, avaliado em 45 milhões de reais, levou a JBS e o cantor a uma briga na Justiça em torno da indenização a ser paga em caso de cancelamento do contrato, segundo o jornal O Estado de S. Paulo. Roberto Carlos pede uma multa de 7 milhões de reais pela rescisão, enquanto o JBS só aceita pagar 3,2 milhões de reais.

Profissionais ligados a JBS e a Roberto Carlos disseram à Folha de S. Paulo que já houve um acordo a respeito da indenização e que o processo deve ser extinto nesta semana, mas não quiseram dizer o valor acertado.