Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Investidores veem cenário político positivo e bolsa sobe 1,3%

Aprovação pelo Senado do marco regulatório do saneamento contribuiu para o resultado; dólar cai 0,3% e fecha a R$ 3,88

Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, teve alta de 1,26% nesta quinta-feira, 7, e fechou aos 97.205 pontos, retomando o viés positivo com a percepção recente de melhora no ambiente político no país, em movimento endossado pelo cenário externo. Na véspera, movimentos de realização de lucro fizeram o índice fechar abaixo de 96 mil pontos.

O clima de menor aversão a risco no exterior abriu espaço para o Ibovespa subir, mas a falta de sintonia entre Legislativo e Executivo para avançar a reforma previdenciária prossegue incomodando os investidores. “A retomada do debate no Supremo Tribunal Federal sobre a venda de subsidiárias de estatais, que envolve TAG e Petrobras, colocaram o mercado em compasso de espera”, afirma Pedro Galdi, analista da corretora Mirae Asset. “Mas a aprovação pelo Senado do marco regulatório do saneamento teve influência positiva”, diz o analista.

Já o dólar caiu 0,3%, fechando aos 3,88 reais em seu valor de venda, com investidores evitando grandes movimentações no aguardo de novidades da cena política local, em um dia positivo no exterior. O anúncio desta quinta-feira, de que os Estados Unidos consideram adiar a aplicação de tarifas sobre produtos mexicanos, reduziu temores sobre os efeitos das disputas comerciais. “Os mercados estão animados com a expectativa de juros do Fed“, diz Galdi.

Na quarta-feira, a moeda chegou a 3,90 reais, com alta de 1%, interrompendo uma tendência de queda desde sexta-feira. Na véspera, recuou 0,8% e foi negociado, em média, a 3,86 reais para a venda, na menor cotação desde 11 de abril. No dia anterior, o fortalecimento do debate sobre o afrouxamento monetário dos EUA já havia derrubado a moeda para 3,89 reais.