Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Inflação reduz para 0,71% rentabilidade da poupança em 2014

Investimentos em dólar e renda fixa foram os mais rentáveis no ano passado, de acordo com a Economatica

A rentabilidade nominal da poupança em 2014 foi de 7,16%, maior do que a vista em 2013 (6,37%) e em 2012 (6,47%), mas menor do que a de 2011 (7,5%), de acordo com levantamento da consultoria Economatica.

Mas, descontada a inflação do período, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a rentabilidade real cai para 0,71% em todo o ano. Mesmo ficando acima da vista nos dois anos anteriores – 0,43% em 2013 e 0,60% em 2012 -, o rendimento de 2014 foi o quinto pior desde 1994, ano em que o Plano Real equilibrou a hiperinflação. Só foram piores em rendimento real os anos de 2002 (queda de 2,9%), 2004 (0,46%), 2012 e 2013. A rentabilidade real é o ganho de poder aquisitivo com o investimento.

Com esse desempenho real (0,71%), a poupança só foi melhor do que o investimento em ações, segundo a Economatica. O dólar Ptax (venda) liderou os ganhos do ano, ao subir 6,56%. O ouro veio em seguida, com rentabilidade de 5,30% já descontada a inflação. O CDI, Certificados de Depósito Interbancário, um tipo de investimento de renda fixa, rendeu 4,14%. Mas, o Ibovespa caiu 8,76%, mostrando-se o pior investimento dentre os selecionados pela consultoria.

Leia mais:

Captação líquida da poupança cai 66% em 2014

É hora de comprar ações da Petrobras?

Brasileiros terão de poupar mais em 2015; conheça sete alternativas para conter gastos